Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

Em curta residência, Beatriz Alcantara prototipa um manual para criação de exposições

A designer e curadora Beatriz Alcantara fez uma curta residência de verão no LAB Procomum entre os dias 11 e 14 de fevereiro. Ela desenvolve o projeto Fake Till You Make It* e questiona os pequenos grupos que controlam e elitizam o mercado de arte.

Ela participou de uma série de atividades do LAB, conheceu os Grupos de Trabalho e artistas da A Colaboradora.

Entre as atividades mais marcantes para ela, foi a participação da construção do estandarte das Mães de Maio, em uma atividade promovida pela Betê Nago, artista da A Colaboradora.

“Foi uma ótima experiência porque meu projeto é bastante experimental e seria difícil chegar com algo pré-estabelecido. Cheguei e tive muita liberdade, conheci boa parte da rede e dos projetos, das pessoas com perfis deferentes que frequentam o LAB Procomum. Além da liberdade, tudo é feito de forma colaborativa, o que não via em outros lugares.
Também percebi que existe muito afeto, o que não deixa a coisa massante. Eu gostei bastante da experiência”, comentou Beatriz Alcantara.

Da experiência da residência, Beatriz Alcantara está criando um manual reflexivo e prático de como criar sua própria exposição, influenciada pelas ideias que já desenvolvia e que conheceu aqui no nosso laboratório cidadão. Um convite para lutarmos contra a elitização da arte, mas também subverter essa linguagem e nos apropriarmos dela.

Em breve, publicaremos a entrevista completa e os desdobramentos da residência.

Postar um comentário

AAAAAAA
parceiros
Neste momento esta rede social é restrita