Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

Mais de 100 pessoas no lançamento do Circuito LABxS (Lab Santista)

Evento na Estação da Cidadania marcou abertura da chamada pública que vai premiar 12 propostas de cidadania e inovação da região

por Victor Souza, da equipe do IP

O Instituto Procomum realizou na última quinta-feira (19) o lançamento do Circuito LABxS, que vai oferecer 1,2 mil reais para 12 propostas de inovação e cidadania na Baixada Santista. O evento ocorreu na Estação da Cidadania e contou com a presença de mais de 100 agentes culturais, líderes comunitários, ambientalistas, artistas e ativistas da região.

A atividade foi moderada pela diretora do Instituto Procomum, Georgia Haddad Nicolau.

A abertura das falas foi realizada por Niva Silva, designer, educador e um dos fundadores do IP. Ele comentou sobre o histórico de criação do LABxS (Lab Santista) e as dificuldades e limitações que encontrou nos últimos 4 anos de trabalho na região para criar e organizar trabalhos em rede e colaboração.

“Porém, no último ano me deparei com outra realidade. Vi coletivos realizando festas e atividades culturais de maneira autônoma, organizando-se em rede e atuando em espaços públicos. Isso nos dá um novo ânimo”, disse Silva.

Colaboração e transformação

Rodrigo Savazoni, também diretor do Instituto Procomum, explicou detalhes da chamada pública LABxS (Lab Santista). “A ideia não é criar uma competição entre projetos, mas sim um processo. Além de prezar pela transparência, vamos trabalhar para conectar, aproximar e aprender”, disse.

Savazoni também comentou a importância que será prestada à documentação dos projetos: “Para que as ideias possam ser replicadas e gerar metodologias que impulsionem outras iniciativas”.

Para Marina Pereira, agente cultural local (criadora da Casa Rizoma) e produtora do Instituto Procomum, o evento foi importante para aproximar o LABxS (Lab Santista) de pessoas tão diversas e interessadas em discutir e apontar caminhos que fortaleçam a vida colaborativa. “Do que pode ser ou do que já é comum, transformando ideias e projetos em práticas possíveis para a Baixada Santista”, afirma Marina Pereira.

Postar um comentário

parceiros
Neste momento esta rede social é restrita