Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

Quando sou o vento “Colaboro”

Quando sou o vento, eu briso.

Quando sou o vento, possibilito momentos únicos e oportunos, me desloco, me guio e sou guiado. As vezes a tempestade nos permite evoluir ou simplesmente nos colocar no posto, para seguir ou prosseguir.

Sou o vento que afaga e apaga. Sou o vento que limpa ou deixa marcas, porque elas também ensinam.

Quando sou o vento, colaboro com o tempo passante em fases e promessas, me permito ser o vento, brisa, viajo no tempo…sou passante, colhedor de segmentos.

Sou o tempo, tempestade, brisa.

Sou o vento….

Postar um comentário

parceiros
Neste momento esta rede social é restrita