Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

Fabrício Dias

Natural de São Vicente, bacharel em Comunicação Social pela Universidade São Judas Tadeu, produtor cultural, foi idealizador e integrante de diversos projetos e coletivos culturais, como o Coletivo Sound, atuante no período de 2007 a 2013, é também artista visual e tatuador há mais de 10 anos. Atualmente é guardião do projeto “Memórias, Narrativas e Tecnologias Negras da Baixada Santista” projeto do Instituto Procomum em parceria com o Instituto Ibirapitanga, Social Mídia e designer de diversas ações culturais na região, como o projeto “Corpas à Mostra”, “Grupo Acotirenes”, “Parada do orgulho LGBT+ de Praia Grande”, “Laboratório de Dança: Corpo e Memória em Gohayó ”, “Circo Periférico”, “Festa Selvagerya” etc. integra o Coletivo Marsha e atualmente dirige o documentário “Camaleoa: Cores da Primeira Drag Queen de Santos” sobre a vida e obra da artista Punk Klo.

Neste momento esta rede social é restrita