Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

É preciso falar sobre grana, certo?

Grana Lab: Uma jornada de aprendizagem sobre a construção de comunidades e redes para economias orientadas para os bens comuns

 O Instituto Procomum, em parceria com o Supermarkt, um espaço de convergência para comunidades culturais e grupos transdisciplinares emergentes operando dentro e fora de Berlim, na Alemanha, iniciou um processo de discussões e experimentações sobre o futuro do dinheiro e nossa relação com ele. Esse processo foi nomeado de Grana.LAB e promoveu uma série de encontros virtuais em diferentes formatos (conversas, reuniões, publicações) entre equipes e redes envolvidas na exploração de temáticas de justiça econômica e novos modelos como cooperativas, criptomoedas, economias feministas e economia do comum.

Entre os destaques do projeto, vale rever a conversa com Joaquim Melo, fundador do Banco Palmas, um Banco Comunitário criado em 1998, no Conjunto Palmeira, um bairro popular de Fortaleza, Ceará, Brasil. Joaquim é também diretor do Instituto E-dinheiro Brasil, uma organização que, a partir dos aprendizados do Banco Palmas, funciona como uma fintech, coordenando a Rede de Bancos Digitais Solidários, com 48 bancos comunitários digitais associados em 17 estados do Brasil.

Nossos parceiros do Instituto Chegados foram convidados a participar das atividades. E perguntamos para o Dener Xavier, idealizador da organização, se vazia sentido conversar com ele sobre novas alternativas ecônomicas. A resposta virou esse vídeo, que para nós, resume um pouco o que entendemos sobre inovação cidadã e práticas comuns abaixo da linha do Equador:

 

Postar um comentário

Neste momento esta rede social é restrita