Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

Pedra que Voa

 

Pedra que Voa é uma investigação artística que pensa os fluxos e os modos de existência das pedras. Construída de modo cartográfico ao longo de 2022, através de um ciclo de imersões fotográficas, o processo teve como ponto de partida as pedras da cidade de São Vicente, no litoral de São Paulo. Desejando mobilizar de modo especulativo-ficcional as sensações experienciadas pelo artista Jean Pierre Pierote desde o seu encontro com as pedras desse território, pedra que voa é constituído por um atlas fotográfico hospedado em um site-experimento que também reúne os documentos e registros de pesquisa produzidos ao longo das imersões. Como viventes, as pedras co-habitadas  também se entrelaçam no emaranhado que  compõem a história/ecologia de um lugar, produzem sensibilidades, modos de perceber e de habitar. Diante da ideia equivocada de que a expansão contemporânea transformaria os modos de vida não-humanos em meros objetos passivos, as pedras na cidade de São Vicente não são apenas um alternativa para outras leituras do mundo, mas afirmam que o mundo das pedras, o mundo do outro, é de fato real.

 

 

 

O trabalho foi ativado na Cidade de São Vicente e também durante a programação do Encruza – Festival de Culturas e Comunidades da Bacia do Mercado, em Santos – SP que ocorreu entre os dias 22 a 30 de novembro de 2022.

 

Conheça mais sobre o projeto e a pesquisa do artista: https://www.pedraquevoa.com

 

 

 

Postar um comentário

Neste momento esta rede social é restrita