Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

Que tal o impossível?

Dizem por aí que o ser humano é egoísta, que nasceu para competir, para guerrear. E que em cenários de crise e escassez tudo isso se agrava.
Aqui no LAB Procomum a gente não acredita nisso. Acreditamos na colaboração. Em uma cooperação profunda e cuidadosa, que envolve as nossas relações pessoais e também a nossa relação com a natureza, com os recursos – naturais, econômicos, saberes – e com a tecnologia.
Em nossa chamada pública para os Grupos e Trabalho do LAB recebemos 45 inscrições de pessoas interessadas em desenvolver atividades em nosso laboratório cidadão.
Propostas de arte, cultura popular, alternativas econômicas, mitigação das crise climática, tecnologias livres e audiovisual vindas de todas as partes da Baixada Santista. São 45 pessoas interessadas em colocar boas ideias para o mundo.
Havíamos separado R$ 60 mil de nossos recursos, com a ideia de destinar R$ 5 mil para 12 grupos.
Com tantas boas ideias recebidas nos deparamos com um desafio de como selecionar quem estaria conosco nos próximos seis meses.
Decidimos fazer um caminho diferente. E convidamos os proponentes para decidir conosco o que fazer com tanta potência.
Ontem, dia 18/7, uma segunda-feira chuvosa, conversamos com mais de 30 pessoas em dois turnos e abrimos o código do nosso fazer. De maneira franca, expomos o nosso dilema. Expomos também os nossos limites financeiros e de gestão.
A resposta foi uma só. Uma turma disposta a adaptar, a ceder, a olhar para o próximo, gerir recursos coletivamente, dividir responsabilidades e tarefas.
O primeiro passo para criar um só grupo capaz de ser vários grupos, de criar enlaces, respeitar individualidades e dividir responsabilidades.
No fim da noite, ainda recebemos a visita de Murilo Vieira Komniski, diplomata brasileiro, assessor especial do Presidente da Conferência Geral da UNESCO. Ele está em Santos para a 14ª Conferência Anual das Cidades Criativas da Unesco.
Ele fez um discurso bonito, contando a importância do nosso trabalho. Da importância de cada uma daquelas pessoas que estavam ali.
Agradecemos hoje a beleza e sorte de poder inaugurar um novo processo.

Postar um comentário

Neste momento esta rede social é restrita