Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

Saiba como foi a oficina de planejamento dos Grupos de Trabalho

No sábado 6/8, realizamos a primeira Oficina de Planejamento dos Grupos de Trabalho e Estudos do Instituto Procomum. A atividade é parte do processo de chamamento para as comunidades de prática que ativam a programação e uso do LAB Procomum, nosso laboratório cidadão.

Como já contamos nessa matéria que você pode ler aqui, nós decidimos criar um processo não exclusivo durante a chamada pública dos Grupos de Trabalho. Ou seja, criar um processo colaborativo e de co-responsabilização na qual todos os proponentes que participaram da chamada e participaram das atividades desse processo poderão realizar as suas atividades.

Durante a oficina, tiramos o período da manhã para que cada grupo apresentasse aos suas propostas ao restante do coletivo. Em dois minutos, cada pessoa descreveu sua ação.

Depois, nos reunimos em pequenos grupos para trocar experiências sobre nossas motivações e urgências, uma metodologia que utilizamos constantemente em nossas oficinas.

Vale lembrar, que dentre as 45 propostas inscritas, mais  de 25 proponentes estiveram presentes na Oficina de Planejamento.

Já no período da tarde partimos para uma dinâmica mais reflexiva e individual para cada proponente do grupo. Este é um momento importante. Porque a partir dos desejos e necessidades individuais conseguiríamos enxergar os desafios de gestão, cuidado e uso dos recursos no segundo semestre.

Para isso, criamos uma grande mesa coletiva e cada proponente foi convidado a responder em um papel as seguintes questões:
1- Aonde estou para onde quero ir? O que eu já tenho, o que eu gostaria de ter? (riscos e desafios); o que eu faço ou poderia fazer para suprir? (mitigação dos riscos); O que minha ideia vai causar na vida das pessoas e como e quero que ela chegue para mais pessoas? (impacto)
2- O que a gente precisa? Uma lista todos os recursos necessários, ex. transporte, material, soldador, mão de obra etc.

A partir dessa reflexão, os grupos foram convidados a criar 2 ações para o segundo semestre que de alguma maneira pudessem ser uma resposta prática para todas essas reflexões.

Assim, cada grupo foi convidado a confeccionar um cartaz com o nome do GT, uma breve descrição e apresentação das suas ações, bem como necessidades e possibilidades de colaboração.

Ao fim, abrimos a plenária para refletir sobre a quantidade de ações e grupos. E decidimos por realizar algumas ações coletivas aos quais todos os grupos vão somar-se.

Agora, estamos criando os contratos para formalização dos grupos e vamos criar uma pequena escala de apoio dos recursos financeiros de acordo com a necessidade de cada coletivo.

Postar um comentário

Neste momento esta rede social é restrita