Estou com sorte 😉

Separamos este artigo para você!

Construindo um laboratório tático do comum

Hoje estamos participando na Casa do Povo, em São Paulo, de um evento puxado pelo Intervozes, ONG que trabalha em defesa do direito à comunicação, para debater a criação de laboratórios táticos do comum. A experiência do LAB Procomum é uma das que será partilhada em uma dinâmica de trocas com outras organizações que têm desenvolvido projetos semelhantes.

O evento será a primeira de uma série de atividades realizadas pelo coletivo com o objetivo de construir o Laboratório Tático do Comum – LabTaCo, um laboratório itinerante para a produção de comunicação e tecnologias abertas em diversos territórios.

Neste primeiro encontro, queremos conhecer as experiências de quem já botou o seu bloco na rua. Vamos conversar sobre as potências e dificuldades de cada experiência, a fim de apontar os caminhos e obstáculos para essa construção.

Se liga que programação massa:

10h – INTERVOZES – Boas vindas e apresentação inicial do projeto Laboratório Tático do Comum.
10h15 – COLETIVO ETINERÂNCIAS – Gabriel Kieling e Raissa Capasso: Histórias de um laboratório itinerante de tecnologias sociais, digitais e ancestrais.
11h – CINEMÃO – Cid Brandão: Cinema nas comunidades, dificuldades e transformações do acesso ao cinema.
11h45 – HACKLAB e ÔNIBUS HACKER – Lívia Ascava – Tecnologia e democracia.
12h30 – COLETIVO SANGA – Luiza Gianesella e Daniel Assumpção: Tecnoarte para educação criativa e democrática.

13h15 – Almoço Coletivo e bate papo

15h – LAB PROCOMUM – Rodrigo Savazoni: O Comum na Encruzilhada – a experiência de construção de um laboratório cidadão na Bacia do Mercado em Santos – SP.
15h45 – TRAMALAB – Alana Moraes e Henrique Parra: Protótipo, experimentação, política do meio.
16h30 – COMISSÃO GUARANI YVYRUPA – Wera Alexandre Guarani e Marcelo Hotimsky: O uso de mídias e a comunicação guarani.
17h15 – Bate papo de encerramento

Postar um comentário

parceiros
Neste momento esta rede social é restrita